12 setembro 2009

MEL DELLLLLLLLLLSSSSSSS...!!! (Dái-me forças...!)

Caipirinha paulista é a que mais encarece em um ano, aponta FGV
Dados mostram uma alta de 43,55% em 12 meses, puxada principalmente pelo encarecimento do limão (72,28%)

InfoMoney
11 setembro 2009


SÃO PAULO - Uma pesquisa realizada pela FGV (Fundação Getulio Vargas) revelou que a caipirinha paulista foi a que mais encareceu em um ano, com alta nos preços de 43,55%

De acordo com os dados, baseados no IPC (Índice de Preços ao Consumidor), a alta é resultado do encarecimento de 72,28% no preço do limão, de 46,83% no do açúcar refinado e de 9,30% no da bebida destilada, ingredientes necessários para se fazer a bebida.

Além de São Paulo, os outros quatro estados brasileiros pesquisados também apresentaram aumento dos preços, na comparação anual.

Demais localidades
O aumento menos acentuado, mas mesmo assim expressivo, foi o ocorrido na Bahia, onde a caipirinha pesou 22,89% mais no bolso do consumidor, resultado de uma alta de 25,89% no preço do limão, de 23,97% no do açúcar cristal e de 20,98% no da bebida destilada.

Ainda no Nordeste, em Pernambuco, a caipirinha ficou 33,84% mais cara. No estado, o limão pesou 26,23% mais no bolso do consumidor, enquanto o açúcar cristal pesou 37,19% mais e a bebida destilada, 17,07% mais.

No Rio de Janeiro, a bebida tradicional brasileira ficou 36,38% mais cara em um ano. O limão encareceu 53,53%, o açúcar refinado, 37,17%, e a bebida destilada, 17,80%.

Em Minas Gerais, por sua vez, tomar uma caipirinha pesou 35,08% mais no bolso em 12 meses, resultado de um limão (+62,79%), de um açúcar refinado (+44,04%) e de uma bebida destilada (+15,49%) mais caros.


By

Saudade!

(Se quiser matar saudade também, é só clicar na foto):

09 setembro 2009

Carta de amor.


Se tem uma lágrima no meu rosto
Isso me arrepia até os ossos
Isso me faz tremer, querida
É apenas um cisco que caiu no meu olho
E você sabe: eu nunca choro, eu nunca choro...

Algumas vezes eu bebo mais do que preciso
Até a TV sair do ar
Eu posso ser solitário
Mas eu nunca estou sozinho
E a noite pode passar por mim, mas eu nunca choro

Arranque fora, arranque os meus olhos
Às vezes eu gostaria de ser cego...
Quebre um coração, quebre um coração de pedra
Abra-o, mas não o deixe solitário


Porque ele é a única coisa que tenho pra te dar
Acredite em mim, querida, ele nunca foi usado
Meu coração é virgem, e nunca foi tentado
E você sabe: eu nunca choro
E você sabe: eu nunca choro
E você sabe, e você sabe, e você sabe...
Eu nunca choro, eu nunca choro!

Quebre um coração, quebre um coração de pedra
Abra-o, mas não o deixe solitário
Porque ele é a única coisa que tenho pra te dar
Acredite em mim, querida, ele nunca foi usado
Meu coração é virgem, e nunca foi tentado
E você sabe: eu nunca choro!
Eu nunca choro!

Por dentro do lanceee.

Por Eugênia Lopes, Agencia Estado, Atualizado: 8/9/2009 19:50 (aqui.)

Acordo mantém censura na internet para campanha 2010

Acordo fechado hoje entre o Senado e a Câmara mantém a censura nos sites de notícias na internet durante a campanha eleitoral de 2010. A proposta faz parte da minirreforma eleitoral que deverá ser votada amanhã no plenário do Senado. Pelo projeto, os sites de notícias na internet terão restrições semelhantes às dos jornais e revistas, como a proibição de fazer propaganda eleitoral de candidato. A censura não atinge, no entanto, os blogs assinados por pessoas físicas, as redes sociais (como Orkut), sites de interação e de mensagens instantâneas (como o twitter).

"O texto diz claramente que os blogs, os sítios (sites) de relacionamento e de troca de mensagens vão poder expressar livremente sua opinião", disse o deputado Flávio Dino (PC do B-MA). "Não dá para liberar geral na internet", argumentou. Dino participou das negociações com o Senado para mudar o texto aprovado pela Câmara que, na avaliação de alguns senadores, restringiria totalmente a liberdade de opinião na Internet. O texto negociado com os senadores Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e Marco Maciel (DEM-PE), relatores da reforma no Senado, proíbe o anonimato nos blogs e sites de relacionamento e assegura o direito de resposta a quem se sentir ofendido.

Contrário ao acordo firmado hoje, o líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP), avisou que vai manter emenda à reforma eleitoral que tira qualquer restrição ao uso da Internet durante a campanha. "A minha tese é que a Internet tem que ser totalmente livre", afirmou o petista. Ele avalia, no entanto, que sua tese será derrubada na votação de amanhã no plenário do Senado. "O mais provável é que vença a posição dos relatores, que estão enquadrando os sites de notícia da Internet às mesmas regras de jornais e revistas", admitiu Mercadante.

Uma das inovações no texto da reforma eleitoral é a permissão para que entidades esportivas, como a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), possam fazer doações para as campanhas eleitorais. No texto aprovado na Câmara, esse tipo de doação estava proibido. Amanhã, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) deverá apresentar emenda para que volte ao texto a proibição da CBF fazer doações para campanhas eleitorais. "É difícil ter um acordo sobre isso", observou Flávio Dino que, como relator da proposta na Câmara, proibiu esse tipo de doação.

Para valer para as eleições de 2010, a reforma eleitoral precisa estar aprovada e seu texto publicado no Diário Oficial até o próximo dia 3 de outubro. O projeto já foi analisado pela Câmara, mas agora, com as mudanças promovidas pelos senadores, terá de ser novamente votado pelos deputados. Se aprovada amanhã no Senado, a reforma poderá ser votada na semana que vem na Câmara. O presidente Luiz Inácio Lula (é o outro, É O OUTRO) da Silva tem o prazo de 15 dias para sancionar o projeto.


(Só lembrando: esse negócio de pré-sal aumenta a pressão, né?)

07 setembro 2009