10 julho 2009

Me leve com você...

nunca!

Idade Média é a mãe, tá?

Dificilmente frequento o meu tuíter, mas quando vou encontro coisas que me agradam enviados por pessoas que me agradam, então tenho que divulgar neste meu blog 'muito' visitado pelas 1 ou 2 pessoas (exclusive ela, o que é uma desvantagem frequencial bloguistica) e saber, se possível, se você(s) está vivendo no meu tempo ou no seu. Como curiosidade não tem época, clique na foto das (minhas) mulheres aí em cima (eu nem sabia que fui bom assim, um dia) e quízesse!

EXTRA! EXTRA!

Encontraram o dedo perdido do Presidente Lula!!!
(Mais informações em 'coments')

07 julho 2009

Adoro essas coisas...(rá rá rá rá)

Para Ronaldo, maior torcida não é a do Flamengo.

(Fenômeno cita erro em pesquisas e critica diretoria flamenguista)

(LANCEPRESS!)

Flamengo ou Corinthians, qual clube tem maior torcida? Para Ronaldo, existe um erro nas pesquisas que apontam o clube carioca como o detentor do maior número de torcedores no Brasil.

– Eu sou flamenguista desde pequeno. Sempre fui ao Maracanã. Agora, estou no Corinthians. E o que eu aprendi no Corinthians é que essa pesquisa do Flamengo não é certa. Não é uma pesquisa correta. Eles pegam os torcedores dos outros Estados, que falam que o Flamengo é o seu segundo time do coração – disse Ronaldo em entrevista ao programa "Bem, Amigos", do SporTV.

Ainda sobre o Flamengo, clube em que treinou antes de ser contratado pelo Corinthians no final de 2008, o Fenômeno explicou novamente os fatores que não o fizeram permanecer na Gávea.

– Nunca recebi convite ou proposta do Flamengo. Não posso chegar e falar "Oi, quero jogar aqui". O erro foi do Flamengo. Eles não apostarem em mim – explicou o jogador.

Referente ao reencontro com a torcida flamenguista, dia 9 de agosto, no Maracanã, pela décima oitava rodada do Campeonato Brasileiro, Ronaldo acredita que não terá vida fácil na partida.

– Eu vou encarar o jogo, mas acho que vou ser mal recebido. Acredito que a diretoria do Flamengo fez questão de me jogar contra a torcida, quando o erro foi deles – finalizou.


Por aqui.