12 março 2009

Uma pena...

RIO - Patrick Swayze rebateu nesta quinta-feira a notícia publicada pelo tabloide "National Enquirer" de que estaria "no fim" com fotos em que o ator aparece esquálido e abatido. O astro de "Ghost" disse à revista "People" que a reportagem é "imprecisa" com relação a sua batalha contra um câncer no pâncreas.
Swayze, de 56 anos, contou à "People" que ainda está fazendo um novo tratamento contra a doença, escrevendo sua autobiografia e até ganhou um cachorro novo:


- É inacreditável para mim que tabloides como o "National Enquirer" publiquem histórias tão negativas sobre mim e minha saúde quando há tantas coisas boas acontecendo na minha vida agora. Comecei uma nova quimioterapia e, mais uma vez, sou um dos sortudos com câncer pancreático que está respondendo bem ao tratamento. E há um novo cachorrinho de 12 semanas chamado Kumasai em minha vida, que é lindo e já mostra que será um cachorro especial. E estou trabalhando em meu novo livro, além de apreciar a fantástica repercussão de todos sobre minha nova série, "The Beast".

Ele completou:

- Espero que, no futuro, a imprensa pense duas vezes antes de publicar imprecisões e fotos desagradáveis quando tenho tanto a agradecer neste momento.

-------XXXXX--------

O tratamento contra o câncer de pâncreas está alterando a aparência do ator Patrick Swayze , de 55 anos. Visivelmente abatido, ele foi fotografado este final de semana fazendo compras perto de sua fazenda, nos arredores de Los Angeles. Sem tirar os óculos escuros um só minuto, o astro de “Dirty Dancing” mostrou que está mais magro do que no início do tratamento. De acordo com o tablóide inglês “Daily Mail”, o ator já teria transferido boa parte de seus bens para a mulher, Lisa Niemi, de 32 anos.

“Patrick disse a Lisa: ‘Eu sempre vou te amar e não posso imaginar como seria minha vida sem você’. Foi muito emocionante”, disse uma fonte ao jornal. O câncer de Patrick Swayze foi diagnosticado em março de 2007 e logo depois vazou na imprensa, que chegou a divulgar que o ator teria apenas algumas semanas de vida. Para tratar da doença, Patrick está se submetendo a sessões de quimioterapia com droga experimental .

11 março 2009

Churrasco assim...

...tem sabor melhor, pra mim.

...e come.

Betinho, neto e irmão.

camiseta do time.

É uma criança, ainda.


08 março 2009

MULHER. SEMPRE.


De Lula pra você

Canção para mulheres
Que o outro saiba quando estou com medo e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.
Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos se precisar ficar um pouco quieta.
Que, se estou apenas cansada, o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.
Que o outro sinta quanto me dói a idéia da perda e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida, não porque lá está a sua verdade, mas talvez por culpa ou acomodação.
Que, se começo a chorar sem motivo depois de um dia daqueles, o outro não desconfie logo de que é culpa dele, ou que não o amo mais.
Que, se estou numa fase ruim, o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde, nem dizendo: "olha que estou tendo muita paciência com você".
Que, se me entusiasmo por alguma coisa, o outro não a despreze nem me chame de ingênua, nem queira fechar essa porta necessária que se abre para mim, por mais tola que lhe pareça.
Que, se eu eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire. Que o outro - filho, amigo, amante, marido - não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso. Que, finalmente, o outro entenda que embora às vezes me esforce, não sou nem devo ser a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa ... uma mulher!

(Trecho de uma crônica de Lya Luft)

(By Erika Murari)