02 dezembro 2008

Fórmula GT3.

(Então, com perdão da Carlinha, que já havia comentado no outro, informo que eu tentei adicionar outras fotos e o post todo foi pro beleléu).


Rampa de acesso aos boxes.
(Sampa, uma cidade como nenhuma outra)
(Não fui eu que disse isso, heim!)



Busto em homenagem à José Carlos Pace (Moco)
(Pra quem não sabe, este é o nome oficial do Autódromo de Interlagos)


Grid de largada

Andreas Mattheis
Pole position



Sucesso absoluto na Europa, campeonato reúne em uma única competição os chamados "carros de sonho" que povoam o imaginário dos amantes do automóvel em todo o mundo.

O FIA GT3 estreou como Campeonato Europeu em 2006 e, logo na primeira etapa, em Silverstone (Inglaterra), nada menos do que 44 duplas estavam inscritas. Foi apenas a primeira mostra da força e do potencial desta modalidade, impulsionada pelo carisma dos modelos participantes – todos eles verdadeiros carros de sonho dos amantes do automóvel. Com regras rígidas em relação aos seus inscritos, a categoria teve uma notável média de 42 carros durante todas as etapas que compuseram o torneio. Tamanha força logo na primeira temporada inspirou os organizadores a idealizar torneios em outros países com grande tradição automobilística, caso do Brasil.

O Telefônica Speedy GT3 Brasil utiliza a mesma receita que determinou o sucesso da categoria na Europa. O projeto de 2008 prevê oito rodadas duplas, nas quais dois pilotos dividirão o volante de carros que poderão ser escolhidos entre algumas jóias da indústria mundial: Ferrari F430, Aston Martin DBRS9, Lamborghini Gallardo, Porsche 997, Chevrolet Corvette Z06, Dodge Viper Competition Coupé, Ascari ZW1R, Morgan Aero V8, Ford GT e Jaguar XKR. A Telefônica passou a patrocinar o torneio em 2008.

(Estive lá, no sábado)


8 comentários:

Carla disse...

Ahhhhhhhhhhhhh!
Tinha achado que vc tinha simplesmente deletado o post!
Tá perdoado, então.
Voltemos à nossa programação normal.
Bjo.

escalafobetico disse...

Ahhhhhhhhhhhhh!
Eu pulei o outro, as coisas estavam corridas por aqui, sem trocadilho com o assunto do post.
O Interlakes tá ficando muito bonito, tá começando ficar com cara de autódromo de primeiro mundo, demora né, mas a gente chega lá. Já "dirigi" nele.
Tenho uns vídeos bacanas de masseratis correndo, que eu fiz de dentro da curva no final da reta.
Curti as fotos.
Beijão queridão, e em nome de todos por aqui, obrigado por tudo

Magui disse...

Se me pagarem muita grana poderei, um dia, ir a uma corrida mas ficarei de cama uma semana.
Qt à frase da parede: todas cidades são únicas.

Carol disse...

Também juro que nem fui eu que escrevi a frase na parede. Mas não é que é verdade? :-)
Bjs!

Cadinho RoCo disse...

O automobilismo brasileiro merece esss injeções de ânimo, mas é preciso dar mais atenção ao que pode ser feito por inciativas regionais, para que o esporte pulverize e ganhe maior representatividade país afora.
Cadinho ROCo

Lana disse...

cê acredita que ouvi o ronco dos motores daqui???

coidilôco meninoooooooooo!!!

ver uma corrida em interlagos: PRECISO!!!

beijooooooooooo

Luci disse...

100réplica pra todos!
a chapa tá quentíssima, fio!
eu só leio...rs!
abandona eu não, tá?!
bj

DILERMArtins disse...

Mas bah! Parente!
Fico babando, mas pra quem mora abaixo do paralelo 30º, acorrida só na TV.