24 maio 2007

Momento de sabedoria.

Parte 1 (Três peneiras)

Um rapaz procurou Sócrates e disse que precisava contar-lhe algo.
Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou:
- O que você vai me contar já passou pelas três peneiras?
- Três peneiras?
- Sim. A primeira peneira é a VERDADE. O que você quer contar dos outros é um fato? Caso tenha ouvido contar, a coisa deve morrer aí mesmo. Suponhamos então que seja verdade.
Deve então passar pela segunda peneira: a BONDADE. O que você vai contar é coisa boa? Ajuda a construir ou destruir o caminho, a fama do próximo? Se o que você quer contar é verdade e é coisa boa, deverá passar pela terceira peneira: a NECESSIDADE. Convém contar? Resolve alguma coisa? Ajuda a comunidade? Pode melhorar o planeta?
E arremata Sócrates:
-Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, você e seu irmão nos beneficiaremos. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e levar discórdia entre irmãos, colegas do planeta.Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz.


Parte 2 (Mentiras)



Advogado: - Esse processo é rápido.
Ambulante de Rua: - Qualquer coisa, volta aqui que a gente troca.
Anfitrião: - Já vai? Ainda é cedo!
Aniversariante: - Presente? Sua presença é mais importante.
Bêbado: - Sei perfeitamente o que estou dizendo.
Casal sem Filhos: - Visite-nos sempre; adoramos suas crianças.
Corretor de Imóveis: - Em 6 meses colocarão: água, luz e telefone.
Delegado: - Tomaremos providências.
Dentista: - Não vai doer nada.
Desiludida: - Não quero mais saber de homem.
Devedor: - Amanhã, sem falta!
Encanador: - É muita pressão que vem da rua..
Filha de 17 Anos: - Dormi na casa de uma colega..
Filho de 18 Anos: - Antes das 11 estarei de volta.
Gerente de Banco: - Trabalhamos com as taxas mais baixas do mercado.
Inimigo do Morto: - Era um bom sujeito.
Jogador de Futebol: - Vamos continuar trabalhando e forte.
Ladrão: - Isso aqui foi um homem que me deu.
Mecânico: - É o carburador.
Muambeiro: - Tem garantia de fábrica.
Namorada: - Pra dizer a verdade, nem beijar eu sei...
Namorado: - Você foi a única mulher que eu realmente amei.
Noivo: - Casaremos o mais breve possível!
Orador: - Apenas duas palavras...
Pobre: - Se eu fosse milionário espalhava dinheiro pra todo mundo..
Recém-Casado: - Até que a morte nos separe.
Sapateiro: - Depois alarga no pé.
Sogra: - Em briga de marido e mulher não me meto.
Vagabundo: - Há 3 anos que procuro trabalho mas não encontro.
Viciado: - Essa vai ser a última.



Eu juro que não roubei do Leo.

4 comentários:

Leonardo disse...

"Nóis é irmão, nóis dividi o pão"...

Enviei por e-mail para vários amigos, aquela sua postagem sobre o João Hélio.

Esta história de ter e viver o blog está sendo extremamente gratificante por conhecer pessoas sensacionais. Entre as quais te incluo.

Cacá BH disse...

nossa
simplesmente maravilhoso o texto das tres peneiras....
hehehehhee
tô com blog novo...
espero que não me xingue...
e arrume seu link....
beijosssssssssssss

Carla disse...

Adorei seu momento de sabedoria. Fica, na maioria das vezes, e no ímpeto do momento, quase impossível parar e agir desse modo.
Mas a gente vai tentando, né?
Quanto às mentiras...a minha preferida é: "Só a cabecinha, tá?"
Bjus, meu tchongão.
(Quando chegar em casa te agarro).

Carol disse...

Achei que viria aqui ter notícias da nova tartaruguinha e nada!
Bjs!