01 dezembro 2006

Universitários.


Era um curso sobre sexualidade humana e o instrutor, muito sério (se não for, com um assunto desses, a coisa descamba pra baixaria), começou a discutir vários itens do Relatório Kinsey.

- O homem, em geral, precisa de um tempo de descanso entre um orgasmo e outro, disse ele, citando o famoso estudo sobre sexualidade, mas as mulheres são mais flexíveis neste aspecto.

A audiência ficou ligadíssima. O professor continuou:

- No estudo consta, inclusive, o caso de uma mulher que tivera centenas de orgasmos numa única sessão de sexo!

Imediatamente uma voz masculina pergunta:

- Quem é essa?

Mas uma voz feminina emenda com:

- Oras, quem é ela não interessa! Quero saber quem é ELE!!!?



By Angel.

Essa é especial pro Lucca, que se forma amanhã, 02/12/2006.

PARABÉÉÉÉÉÉÉNS LUCCA ROMANIELLOOOOOO.
Abraços e beijos procê e pra mamãe orgulhosa.


Image Hosted by ImageShack.us



Image Hosted by ImageShack.us

30 novembro 2006

Hino do Ser humano.




And now the end is near
E agora o fim está próximo
So I face the final curtain
Então eu encaro o desafio final
My friend, I'll say it clear
Meu amigo, Eu vou falar claro
I'll state my case of which I'm certain
Eu irei expor meu caso do qual tenho certeza

I've lived a life that's full
Eu vivi uma vida que foi cheia
I've travelled each and every highway
Eu viajei por cada e todas as rodovias
And more, much more than this
E mais, muito mais que isso
I did it my way
Eu fiz do meu jeito

Regrets, I've had a few
Arrependimentos, eu tive um pouco
But then again, too few to mention
Mas então, de novo, tão pouca para mencionar
I did what I had to do
Eu fiz, o que eu tinha que fazer
And saw it through without exception
E eu vi tudo, sem exceção

I planned each charted course
Eu planejei cada caminho do mapa
Each careful step along the byway
Cada passo, cuidadosamente, no correr do atalho
Oh, and more, much more than this
Oh, mais, muito mais que isso
I did it my way
Eu fiz do meu jeito

Yes, there were times, I'm sure you knew
Sim, teve horas, que eu tinha certeza
When I bit off more than I could chew
Quando eu mordi mais que eu podia mastigar
But through it all when there was doubt
Mas, entretanto, quando havia dúvidas
I ate it up and spit it out
Eu engoli e cuspi fora
I faced it all and I stood tall
Eu encarei e continuei grande
And did it my way
E fiz do meu jeito

I've loved, I've laughed and cried
Eu amei, eu ri e chorei
I've had my fails, my share of losing
Tive minhas falhas, minha parte de derrotas
And now as tears subside
E agora como as lágrimas descem
I find it all so amusing
Eu acho tudo tão divertido
To think I did all that
De pensar que eu fiz tudo
And may I say, not in a shy way
E talvez eu diga, não de uma maneira tímida
Oh, no, no not me
Oh não, não eu
I did it my way
Eu fiz do meu jeito

For what is a man, what has he got
E pra que é um homem, o que ele tem que conseguir
If not himself, then he has not
Se não ele mesmo, então ele não tem nada
To say the things he truly feels
Para dizer as coisas que ele sente de verdade
And not the words he would reveal
E não as palavras que ele deveria revelar
The record shows I took the blows
Os registros mostram que eu recebi as desgraças
And did it my way
E fiz do meu jeito.

(Frank Sinatra)

29 novembro 2006

A VELHINHA...



Numa cidade do interior, o Promotor de Justiça chama sua primeira testemunha, uma velhinha de idade bem avançada.
Para começar a construir uma linha de argumentação, o Promotor pergunta à velhinha:


- Dona Genoveva, a senhora me conhece? Sabe quem sou eu e o que faço?

- Claro que eu o conheço, Vinícius! Eu o conheci bebê. Às pessoas só choravam, deveria ser pelo pintinho pequenininho que você tinha. E, francamente, você me decepcionou. Você mente, você trai sua mulher, você manipula as pessoas, você espalha boatos e adora fofocas. Você acha que é influente e respeitado na cidade, quando na realidade você é apenas um coitado. Nem sabe que a filha esta grávida, e pelo que sei, nem ela sabe quem é o pai. Ah, se eu o conheço?! Claro que conheço!

O Promotor fica petrificado, incapaz de acreditar no que estava ouvindo.
Ele fica mudo, olhando para o Juiz e para os jurados. Sem saber o que fazer, ele aponta para o advogado de defesa e pergunta à velhinha:

- E o advogado de defesa, a senhora conhece?

A velhinha responde imediatamente:

- O Robertinho? É claro que eu conheço! Desde criancinha. Eu cuidava dele para a Marina, a mãe dele, pois sempre que o pai dele saia, a mãe ia pra algum outro compromisso. E ele também me decepcionou. É preguiçoso, puritano, alcoólatra e sempre quer dar lição de moral nos outros sem ter nenhuma para ele. Ele não tem nenhum amigo e ainda conseguiu perder quase todos os processos em que atuou. Além de ser traído pela mulher com o mecânico...com o mecânico!!


Neste momento, o Juiz pede que a senhora fique em silêncio, chama o promotor e o advogado perto dele, se debruça na bancada e fala baixinho aos dois:

Se alguém perguntar pra essa velha filha da puta, se ela me conhece, sairá daqui preso! Fui claro??


Por email dela.

Dá ou não dá...pra entender.

28 novembro 2006

Desocupando a moita.

Vi e ouvi no Jô ontem (hoje).
Deep Purple, "Smoke On The Water"


Ofereço à todo aquele que algum dia na vida ja fez (como eu) algumas viagens de nada à lugar nenhum e percebeu que lá onde esteve os que faziam o som que nos embalava nada mais eram que gente que teve a coragem de trabalhar pesado pra ganhar dinheiro e seguir em frente na realidade gostosa da vida dura dada de mão beijada pra quem sabe vivê-la, sorrindo.



DESOPILANDO.

Um casal tinha 6 filhos, 5 deles eram ruivinhos e o outro moreninho. Um dia o pai, já no leito de morte, chama a mãe e pergunta:

- Querida, durante todos esses anos eu fiquei encafifado com uma coisa; temos 6 filhos, 5 ruivinhos e um moreninho. Esse moreninho é meu filho mesmo? Pode me dizer a verdade já que agora estou partindo e nada mais me importa.

E ela:

- Sim, querido, ele É seu filho. É o único seu.



Um coroa senta-se no banco do ônibus, de frente à um punk, daqueles com o cabelo arrepiado, colorido de verde, vermelho, rosa, amarelo, etc...Depois de se encararem por longos minutos o rapaz, já invocado, pergunta ao coroa:

- Qualé, vovô? Vem me dizer que você nunca fez nada de estranho na sua juventude?!

E o coroa responde:

- Claro que sim! Há uns 20 anos atrás eu transei com uma arara. To aqui pensando que você pode ser meu filho.



(Pérola).

Mulheres! Eternas insatisfeitas!

"Quando elas tem, não querem! Quando não tem, sentem uma falta danada!"

(Guiomar Albanezi, presidente do Perseverança, na reunião de trabalhadores do dia 26/11/06, aludindo à tudo que ja ouviu em sua salinha de encaminhamento e aconselhamento.
Por essa e outras é que sempre se diz machista).