22 julho 2006

O porquê de tudo isso?

Irã, Iraque, Líbano, Israel, etc...enfim, o Oriente Médio.
Lá em Mateus 27 - 24, 25 está claro: Quando Pilatos perguntou à turba enraivecida o que deveria fazer com o sangue d'Aquele inocente, responderam em uníssono:
"Jogue sobre nós. Sobre nós e nossos filhos."

Alguém lá em cima deve ter dito: QUE ASSIM SEJA, ou AMÉM, pra quem preferir.

QUASE UM ANO.

ALGUMAS IMAGENS DA "VILA AGRÍCOLA DO BEM"
EM CATIMBAU, SERTÃO PERNAMBUCANO.
(Fiquem atentos que em um desses domingos
haverá uma reportagem especial no Fantástico).

Entrada da VAB (Portal do Paraíso)

A Ponte de quem acreditou.

Primeiros nascimentos.

Crianças da VAB papando.

Vista frontal de uma das casas da VAB.

Vista panorâmica.

Idem (Lindo, né?)

Praça Central da VAB

Crianças do Bem.

Mercearia da VAB.

Crianças da Vila ao redor de Alcione de Albanesi - Presidente da ONG Amigos do Bem.

Ao fundo, o Centro Educacional.

Visite o Site.
Você, com certeza, vai gostar do que vai ver.

21 julho 2006

Esclarecendo o que esta claro.

MESTRE DELIH RESPONDE:
(Leitor):
Mestre,
Preciso de sua ajuda. Estou sofrendo de um problema grave. Como posso dizer? Tenho mania de apalpar órgãos genitais masculinos. Eu resisto, luto, mas acabo dando aquela pegadinha para conferir o produto, o senhor sabe, não é? É mais forte do que minha retidão de caráter. Mas tenho consciência que isso pode atrapalhar minha vida profissional e social. Como posso lutar contra esta mania irresistível?

Obelisco Bilac

(Mestre Delih):
Meu caro leitor,
O que você tem não é mania, é opção sexual. Prepare-se, porque se esse impulso é mais forte do que sua retidão de caráter, é questão de tempo até que o caráter alheio penetre em sua retidão sem a menor cerimônia. Mas para não haver problemas de convívio social, seja sensato e peça licença antes de patolar os outros, como manda a boa educação...

Damasfofoqueiras
(Você pinta como eu pinto?)

ATENÇÃO!!!!

Aviso aos meus amigos blogueiros.
Estou visitando sempre q posso (aliás, como vcs) mas não estou conseguindo comentar (Problemas na net?).


Abraços gerais.

20 julho 2006

Ja tive um assim.

Eu ja tive um fusca assim, acreditem.
Fazia tudo igualzinho.
Até a velocidade era a mesma.


Quase deu.


Não parece a gente?
quando tentamos e quebramos a cara?
Bom...pelo menos tentamos, né?

Esta é especial pra maçã que de venenosa não tem nada.

Semelhantes?

A árvore, quando está sendo cortada, observa, com tristeza,
que o cabo do machado é de madeira.


AOS MEUS AMIGOS E AMIGAS.


Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta
necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor,
eis que permite que o objeto dela se divida em outros
afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme,
que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor,
que tivessem morrido todos os meus amores,
mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus
amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.
Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro com assiduidade,
não posso lhes dizer o quanto gosto deles.
Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão
incluídos na sagrada relação de meus amigos.
Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro,
embora não declare e não os procure.
E às vezes, quando os procuro,
noto que eles não tem noção de como me são necessários,
de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital,
porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente,
construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.
Se todos eles morrerem, eu desabo!

Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.
E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese,
dirigida ao meu bem estar.
Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos,
cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim,
compartilhando daquele prazer...
Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda
furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado,
morando comigo andando comigo, falando comigo, vivendo
comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que
só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.
Sua existência tem sido para mim nesses ultimos meses,
um grande motivo para me manter firme na convicção
de que realmente tudo nessa vida vale a pena...
Obrigado por você existir e ser um anjo em minha vida,
o qual eu sei que meu Salvador preparou para mim...


(Vinícius de Morais)

FELIZ DIA DOS AMIGOS, MEUS QUERIDOS AMIGOS.

Não é?

O pára-quedas é o único meio de transporte que, quando dá defeito, possibilita uma chegada mais rápida ao destino.

18 julho 2006

Vivendo e aprendendo.

"Temos de enfrentar dificuldades, mas isso não me importa, pois eu estive no alto da montanha. Isso não importa. Eu gostaria de viver bastante, como todo o mundo, mas não estou preocupado com isso agora. Só quero cumprir a vontade de Deus, e ele me deixou subir a montanha. Eu olhei de cima e vi a terra prometida. Talvez eu não chegue lá, mas quero que saibam hoje que nós, como povo, teremos uma terra prometida. Por isso estou feliz esta noite. Nada me preocupa, não temo ninguém. Vi com meus olhos a glória da chegada do Senhor. "

(Palavras proferidas por Martin Luther King enquanto era assistido pelos amigos, logo após os tiros que o mataram).

Apenas 10% de nossas vidas se constituem de problemas (que nós mesmos criamos).
Os outros 90% nós desperdiçamos numa maneira de solucioná-los.

Pra quem não viu (e ouviu).

Exemplos do presidente do mundo:

1.- Jamais falar de boca cheia.
2.- Idem, um palavrão à mesa de refeições.
3.- Idem, que povos de um país só fazem 'aquilo'.
4.- Idem, um palavrão com um microfone na frente.


17 julho 2006

NASCE UM PARADIGMA

"Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, em cujo centro puseram uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas.
Quando um macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão.

Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros enchiam-no de pancadas.

Passado algum tempo, nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas.

Então, os cientistas substituíram um dos cinco macacos.
A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela sendo rapidamente retirado pelos outros, que o surraram.
Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não mais subia a escada.
Um segundo foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado, com entusiasmo, da surra ao novato.
Um terceiro foi trocado, e repetiu-se o fato. Um quarto e, finalmente, o último dos veteranos foi substituído.
Os cientistas ficaram, então, com um grupo de cinco macacos que, mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam batendo naquele que tentasse chegar às bananas.
Se fosse possível perguntar a algum deles porque batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria: "Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui..."

No lugar de macacos pode-se imaginar: militares, engenheiros, arquitetos, advogados, telefonistas, professoras, operários, etc..
Passe esta história para seus amigos, para que, vez por outra, questionem-se do por quê estão se batendo...

"MAIS FÁCIL DESINTEGRAR UM ÁTOMO DO QUE UM PRECONCEITO". (Albert Einstein).

(E-mail da Giane Requena, bazar. Beijos)

16 julho 2006

Virou game.

Pois é!
A cabeçada do Zidane no jogador da Itália virou um joguinho gostoso.
Veja quantos italianos você consegue derrubar.

Seja onde for.

(Pra mineirinha do Lucca e pra todas as outras apaixonadas).



Onde Quer Que você vá

Ultimamente, tenho pensado
Quem estará lá para ocupar meu lugar
Quando me for, você vai precisar de amor
Para iluminar as sombras em seu rosto
Se uma grande onda caísse
E caísse sobre nós todos
Então entre a areia e a pedra
Você poderia fazer isto do seu modo

Refrão:
Se eu pudesse, então eu iria
Eu vou para onde quer que você vá
Muito lá em cima ou lá embaixo
Eu vou para onde quer que você vá

E talvez, eu descobrirei
Um jeito para fazer voltar algum dia
Para te vigiar, para te guiar
Através da escuridão de seus dias
Se uma grande onda caísse
E caísse em todos nós
Então eu esperaria por alguém lá fora
Que pode me levar de volta a você


Se eu pudesse, então eu iria
Eu vou para onde quer que você vá
Muito lá em cima ou lá embaixo
Eu vou para onde quer que você vá

Fuja com meu coração
Fuja com minha esperança
Fuja com meu amor

Agora eu sei, perfeitamente como
Minha vida e amor poderá continuar
Em seu coração, em sua mente,
Eu ficarei com você por todo o tempo
Se eu pudesse, então eu iria

Eu vou para onde quer que você vá
Muito lá em cima ou lá embaixo
Eu vou para onde quer que você vá

Se eu pudesse voltar no tempo
Eu vou onde quer que você vá
Se eu pudesse fazer você ser minha
Eu vou onde quer que você vá
Eu vou onde quer que você vá